Compartilhamentos

O ex-governador do Amapá Waldez Góes (PDT) foi o candidato mais votado no primeiro turno das eleições ao Governo do Estado Amapá com 160 mil votos (36%). O segundo candidato mais votado é o atual governador do Estado, Camilo Capiberibe (PSB), com 105 mil votos (28%), que durante toda a apuração se manteve a frente do terceiro colocado, Lucas Barreto. Ambos disputam o segundo turno, cuja eleição está prevista para o dia 26 de outubro.

Durante toda a apuração Waldez Góes esteve à frente nos números com pelo menos 10% dos votos na dianteira do segundo candidato Camilo Capiberibe. Sobre o processo o candidato do PDT falou que agora trata-se de uma disputa entre duas propostas diferentes e que o povo é quem vai escolher o que quer para o Amapá. “Vamos buscar apoio entre todos os partidos. Com alguns até já iniciamos conversa, como PT, por exemplo”, disse Waldez.

Já o candidato do PSB falou que a disputa foi muito boa no primeiro turno. “As pesquisas apontavam que teríamos 22% dos votos, conseguimos 28%, o que mostra que a população aprova nosso projeto. No segundo turno vamos conversar com Lucas Barreto, Bruno Mineiro e Jorge Amanajás, que são lideranças que podem fazer frente ao atraso”, concluiu Camilo.

Lucas Barreto 52,7 mil votos (13,8%); Bruno Mineiro 30 mil votos (7,9%); Jorge Amanajás 27 mil votos (7%); Genival Cruz 5,2 mil votos (1,39%); Décio Gomes 449 votos (0,12%).

OS CANDIDATOS:

Antônio Waldez Góes da Silva é ex-governador do Amapá. Nasceu no município de Gurupá, no Pará. Iniciou a vida política em 1994, quando foi eleito ao cargo de deputado estadual. Concorreu à Prefeitura de Macapá em 1996 e ao Governo do Estado em 1998, mas perdeu no segundo turno para João Capiberibe (PSB). Foi eleito governador em 2002, e reeleito em 2006. Aos 52 anos, é casado com a deputada estadual Marilia Góes.

Carlos Camilo Góes Capiberibe, atual governador do Amapá nasceu na cidade de Santiago, no Chile, em 1972. Iniciou a vida política ainda na universidade por meio do movimento estudantil. Foi eleito deputado estadual em 2006. Anos depois concorreu à Prefeitura de Macapá, mas acabou derrotado. Ele é formado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica e Mestre em Ciências Políticas pela Universidade de Montreal, no Canadá. Ocupa o cargo de governador desde 2011, depois de vencer no segundo turno as eleições majoritárias. Tem 42 anos e é casado com a advogada Cláudia Camargo, atual secretária de Estado da Inclusão e Mobilização Social.

 

Compartilhamentos