Compartilhamentos

Na manhã desta quinta-feira, 09, 7 deputados federais, 15 estaduais e Jorge Amanajás (PPS) declararam apoio à candidatura de Waldez Góes (PDT) ao governo do Amapá no segundo turno da eleição. A adesão contou ainda com 32 coordenações da campanha para o 2º turno das eleições. A expectativa agora fica por conta do apoio de Bruno Mineiro, adesão já dada como certa pelas lideranças partidárias.

O anúncio da aliança ocorreu no auditório do Espaço JK, no Bairro do Trem. O ex-candidato Jorge Amanajás (PPS), quinto lugar com 7% dos votos, assumiu a coordenação política da campanha. O candidato derrotado para o Senado, Gilvam Borges (PMDB), ficou com a coordenação geral da campanha. O ex-governador do Amapá, Waldez Góes (PDT), foi o candidato mais votado no primeiro turno das eleições com 160 mil votos, 36% do total. 

???????????????????????????????

Evento também marcou a adesão de 32 coordenadores de campanha

Para Waldez Góes, a adesão de novas legendas exige uma campanha diferenciada no 2ºturno. “Nós temos uma agenda intensa de 2º turno que passa por uma formatação da coordenação de campanha. Muitas lideranças vão participar da agenda de campo, por isso faremos uma campanha diferenciada dialogando de forma aberta com a sociedade civil organizada e militância”, disse.

Com o anúncio, Waldez, que tinha uma coligação de três partidos, agora passa a contar com o apoio de mais quatro: o Partido Progressista Social (PPS), Partido da República (PR), o Partido Republicano Brasileiro (PRB) e o Partido Humanista da Solidariedade (PHS). O Partido Progressista (PP), o Partido Democrático Trabalhista (PDT) e Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) já faziam parte do grupo.

Bruno Mineiro

Waldez espera agora conseguir a adesão de Bruno Mineiro (PT do B), que teve 7% dos votos e ficou em quarto lugar na corrida pelo governo. As conversas estão adiantadas e o apoio é quase uma certeza para o PDT. A vereadora de Macapá, Aline Gurgel, ex-candidata a vice-governadora pela coligação de Bruno Mineiro, já tinha declarado apoio a Waldez na quarta-feira, 8.

Compartilhamentos