Compartilhamentos

Diabinho 1

Votação de Jorge Amanajás

Só especulação o nome de Jorge Amanajás para dirigir a Secretaria de Educação do Estado. Pelo menos é o que garantem assessores mais próximos do governador eleito Waldez Góes (PDT).

Perto do Natal

A nova equipe de governo deve ser anunciada só a partir do dia 20 de dezembro. Waldez tem dito que a prioridade é a transição, diagnóstico e planejamento de ações.

Diabinho 2

Tem cara de outro diabinho o suposto conflito entre os jornalistas Gilberto Ubaiara e Marcelo Roza, nomes de extrema confiança do novo governador. Comentários em redes sociais narraram um possível conflito por espaço no setor de comunicação do governo. Apesar dos boatos, os dois seguem juntos e tem sido vistos conversando naturalmente, aparentemente sem conflitos. Ambos fazem parte da coordenação da comissão de transição. 

Time pedetista na transição

A transição pelo lado do PDT é formada por Papaléo Paes (vice-governador), Jorge Amanajás (ex-candidato ao governo pelo PPS), Narson Galeno (atual presidente da Associação de Procuradores do Estado), Maria Goreth Souza (ex-diretora da atual Escola de Administração Pública, antigo Ceforh), Robério Nobre (ex-presidente da Agência de Desenvolvimento), Carlos Marques (ex-diretor da Rádio Difusora), Renilda Costa, Gilberto Ubaiara e Marcelo Roza (ex-secretário de Comunicação do Estado).

À espera de resposta

Pela Lei de Acesso à Informação, o atual governo tem até o próximo dia 23 para responder aos mais de 50 ofícios enviados pela nova administração solicitando informações sobre a situação do Estado.

Processo à vista

CAPIBERIBEjoao bosco soares

Tem contornos de briga “pra mais de metro” o clima entre o senador João Capiberibe (PSB) e o juiz federal João Bosco Soares. O magistrado teria dito que pretende ingressar com ação criminal contra o senador.

Processo à vista 2

Capiberibe tem se referido ao magistrado como um juiz a serviço do grupo político de Waldez e Sarney. Recentemente, Soares mandou suspender o cadastramento de famílias no conjunto Macapaba (segunda etapa) por indícios de favorecimento.

Conselho Nacional do MP

Figurão do Conselho Nacional do Ministério Público aterrissa nesta terça-feira, 11, em Macapá. Vem posicionar a entidade no meio da peleja entre o MP e a Assembleia Legislativa, que recentemente proibiu promotores de concorrer na eleição que escolhe o procurador geral de Justiça. Os dois últimos chefes do MP são promotores, Iaci Pelaes e depois Ivana Cei, reconduzida ao cargo.

Compartilhamentos