Compartilhamentos

Calote à vista?

Profissionais que trabalharam no 2º turno da campanha do PSB estão com medo de levar um baita calote. Um mês depois da eleição, a maioria não recebeu um centavo se quer. Um dos responsáveis pelas finanças da campanha do governador Camilo, o ex-secretário de Fazenda Cláudio Pinho, já deu várias datas de pagamento, mas nenhuma delas foi concretizada.

Saída patética

Caçambeiros fazendo churrasco em frente ao Palácio do Setentrião em protesto por falta de pagamento

Caçambeiros fazendo churrasco em frente ao Palácio do Setentrião em protesto por falta de pagamento

Os economistas do governo colocam a culpa na queda do duodécimo, que seria de R$ 30 milhões. A oposição diz que a gestão está sendo empurrada com a barriga pelo desestimulado governo que sai. O fato é que o apagar das luzes para o governo Camilo está tomado de queixas de atrasos de pagamento: caçambeiros, professores, empresa de vigilância, até transporte escolar e a casa de apoio que abriga pacientes de câncer em tratamento em Belém compõem a lista da inadimplência.

Espaços

Waldez acusa Camilo de dificultar a transição

Waldez acusa Camilo de dificultar a transição

Depois da eleição, a fase mais complicada de um novo governo é atender aos acordos feitos durante a campanha. Uns querem demais. Outros querem o que nada tem a ver. As pastas mais visadas são: saúde, educação, infraestrutura e comunicação. Waldez Góes deve anunciar os primeiros nomes da equipe em duas semanas, ou menos.

3º turno

Foi difícil para Gilvam Borges (PMDB) engolir a primeira derrota na guerra de tapetão para tirar o mandato do senador eleito Davi Alcolumbre (DEM). Recurso que vez a juíza Elaine Cantuária rever sua decisão teria sido feita pela Rádio Antena 1, emissora que pertence à família do ex-candidato.

Da Lua

pedro da lua

Depois passar a vida inteira militando no meio estudantil e nas polêmicas, Pedro Da Lua (PSC) já sabia que rápido viraria alvo, só não esperava que o primeiro tiro viesse do meio policial. Para assessores mas próximos, forçaram a ligação dele com um ex-cabo eleitoral preso por fraudes no Detran. Não existe mesmo investigação sobre Pedro Da Lua na Polícia Civil, mas o delegado responsável encaminhou o caso para o Ministério Público Eleitoral. Da Lua garante que está tranquilo.

PSB na CEA

josé ramalho

O senador João Capiberibe articulou em Brasília e parece que vai dar certo: arrancou uma promessa do PT: o PSB vai indicar os novos diretores da Companhia de Eletricidade do Amapá. O economista José Ramalho de Oliveira, que conduziu o processo de federalização e depois foi para a Secretaria de Planejamento, é cotado para voltar à presidência da estatal que está sob nova direção há apenas duas semanas. Outras lideranças do PSB também podem ocupar assentos estratégicos dentro da empresa.

Compartilhamentos