Compartilhamentos

Quem foi a Catedral de São José na noite deste sábado, 01, assistiu a uma missa diferente. O padre Wilson Czaia, Pároco Pessoal da Igreja Nossa Senhora de Fátima de Curitiba, ministrou uma missa em Linguagem Brasileira de Sinais (Libras). O padre Wilson é surdo e viaja por todo o Brasil rezando missas em Libras. Um intérprete foi usado para que as pessoas que não conhecem a linguagem pudessem acompanhar a ministração.

O evento faz parte das comemorações referentes aos dois anos de criação da Pastoral do Surdo no Amapá. Além disso, a igreja vem realizando ações baseadas no tema da Campanha da Fraternidade do ano de 2006, que defende a educação religiosa com acessibilidade às pessoas com necessidades específicas.

“Antes havia uma coisa muito incomum quando pessoas surdas se casavam diante do altar de Deus, eles não prestavam atenção no padre que celebrava a missa, mas sim do intérprete que ficava logo atrás. Então uma das medidas foi propor um seminário voltado para pessoas surdas, com o intuito de alfabetizar no evangelho cada vez mais pessoas”, disse o padre Wilson.

Segundo Czaia hoje a realidade começa mudar por conta dos trabalhos desenvolvidos pelas pastorais dos surdos, que hoje são essenciais na alfabetização de pessoas surdas carentes, que não têm condições de estudar em uma escola especial para aprender a se comunicar em Libras. “Eu sofri isso quando comecei o meu seminário. Tive muitas dificuldades, pois não conseguia entender os ensinamentos do professor de Filosofia e pouco apreendia. Foi aí que conheci o padre Luiz, também de Curitiba, que começou a lutar pela minha causa junto a Diocese e me ajudar nos estudos, interpretando os ensinamentos para mim. Consegui aprovação no curso de Filosofia e pude avançar para o curso de Teologia”, concluiu o padre Wilson.

Compartilhamentos