Compartilhamentos

O Batalhão de Rádio Patrulha começou nesta quarta-feira, 26, mais um estágio de patrulhamento em motocicletas. O objetivo é incrementar ainda mais esse tipo de policiamento, principalmente agora com a chegada das festas de fim de ano. O curso de 25 dias é dividido em três etapas e objetiva capacitar o policial para situações que envolvem fugas de bandidos. A turma de 18 alunos já começa a trabalhar no policiamento ostensivo a partir do Natal.

Rômulo Ferreira

Rômulo Ferreira, há 11 anos na PM

Os policiais vão passar por três estágios durante o curso. Primeiro é o processo de instrução em sala de aula, em seguida as técnicas de pilotagem ofensiva e defensiva, e por fim, o estágio na rua. “O curso capacita o policial para atender com eficiência as ocorrências onde são necessárias as motos”, ressaltou o instrutor do curso, tenente Gabriel Pinheiro.

Segundo o Batalhão de Rádio Patrulha, as ocorrências com fugas de bandidos acontecem todos os dias e o trabalho de combate também tem que estar preparado. O curso não é obrigatório, mas existem policiais que fazem questão de se especializar. “Esse estágio vem aperfeiçoar a técnica necessária para o dia a dia. Macapá é uma cidade pequena e que está ficando violenta, então é primordial nossa capacitação para proteção da sociedade”, destacou a soldado da PM, Alcilene Viana, única mulher que participa do curso.

Alcilene Viana, única mulher no curso

Alcilene Viana, única mulher no curso

De acordo com os policiais, a motocicleta é o único meio de transporte que permite maior agilidade dos profissionais da segurança pública. “Nosso trânsito já está muito complicado, então a moto é um meio de chegar a tempo em uma ocorrência”, explicou o tenente Rômulo Ferreira, que está há 11 anos na PM. O curso está previsto para terminar no dia 20 de dezembro.

Compartilhamentos