Compartilhamentos

A população do município de Laranjal do Jari (280 quilômetros de Macapá), no Sul do Amapá, perdeu a paciência. Neste domingo, 30, dezenas de moradores fecharam a principal avenida da cidade, a Tancredo Neves, para protestar pela falta de água.  

Segundo informações de moradores, o município está desabastecido há 3 dias, desde que alguém furtou a instalação elétrica da estação de captação de água bruta. “Não há água em nenhuma parte do Laranjal do Jari”, informou por telefone um morador que não quis se identificar. Laranjal do Jari é o terceiro município mais populoso do Amapá, com cerca de 48 mil habitantes, segundo o IBGE.

Protesto começou depois de 3 dias sem água nas torneiras

Protesto começou depois de 3 dias sem água nas torneiras. Foto: Sargento PM Tânia Façanha

Por volta das 11 horas da manhã, moradores começaram a usar pneus e entulhos para fechar a Avenida Tancredo Neves, no Bairro Central da cidade. Logo, várias colunas de fumaça negra podiam ser vistas de todos os pontos do município. A Polícia Militar foi chamada para controlar a situação que só foi contornada no início da tarde com a desobstrução da avenida e o fim do protesto.

Representantes da prefeitura e da Companhia de Água e Esgoto do Amapá (Caesa) se reuniram com os moradores e prometeram uma solução para esta segunda-feira, 1º, até às 15 horas. Até lá, carros pipa estão levando água potável para os bairros. Poucas casas possuem poços amazonas ou artesianos no Jari.

Compartilhamentos