Compartilhamentos

Nesta sexta-feira, 14, a equipe do governador eleito Waldez Góes (PDT) reuniu a imprensa para esclarecer que está enfrentado dificuldades para avançar no processo de transição. Segundo a equipe, os assessores do governador Camilo Capiberibe (PSB) estão atrasando e dificultando a liberação de informações.

De acordo com vice-governador eleito, Papaléo Paes, os atrasos na transição começaram ainda no primeiro encontro entre os dois governadores. “Transferiram a primeira reunião do dia 03 de janeiro para o dia 10. Desde então não apresentam dados concisos sobre a atual situação do Governo do Estado, o que nos impede de começar a traçar planos de atuação para o primeiro mês de mandato”, enfatizou Papaléo.

Papaléo disse também que nem os nomes dos responsáveis pela transição da atual gestão foram anunciados, o que vem prejudicando o diálogo. “Seguindo os prazos temos até o dia 24 para concluir essa primeira etapa de diálogos. Porém, já nos informaram que os dados organizados só serão repassados no dia 30 de novembro, seis dias após o prazo máximo para a conclusão da etapa”, acrescentou Papaléo.

Para o economista Antonio Teles, que também faz parte da equipe de transição de Waldez Góes, a morosidade está atingindo a prestação de contas, já que nenhuma informação sobre os gastos e os valores orçamentários do governo  foram repassados. “Não sabemos por que estão atrasando o repasse desses números, que também estão relacionados com os valores repassados pelo BNEDS e ao Fundo de Participação dos Estados (FPE)”, disse o economista.

Caso não consigam as informações de forma administrativa, conforme documentos protocolados no Palácio do Setentrião, a coligação “A força do Povo” promete entrar na Justiça para ter acesso aos dados necessários para a conclusão da transição de governo.

O OUTRO LADO

Sobre o assunto a Assessoira de Comunicação do Governo do Estado emitiu uma nota de esclarecimento. Acompanhe:

Nota de Esclarecimento

Diante das declarações feitas na tarde desta sexta-feira, 14, por membros da equipe de transição do governador eleito Waldez Góes, a coordenação de transição do atual governo esclarece:

1) as declarações emitidas na coletiva de imprensa são de caráter leviano;

2) durante encontro do governador Camilo Capiberibe e o governador eleito, Waldez Góes, na última segunda-feira, 10, foi esclarecido que o volume de informações é grande e que os prazos previstos no decreto de transição serão cumpridos;

3) sobre uma possível reunião marcada com o coordenador de transição do atual governo, nenhum convite foi formalizado;

4) informamos, ainda, que o governador Camilo já publicou o decreto com as regras da transição e a composição completa com os nomes do governo está sendo publicada noDiário Oficial desta sexta-feira, 14. Importante esclarecer que o atual governador não faz parte da comissão de transição;

5) em relação ao pedido de informação de restos a pagar, é importante ressaltar que o registro de receitas e despesas irá ocorrer normalmente até o final do exercício e que resultados mais precisos só poderão ser obtidos quando do encerramento do exercício financeiro de 2014, estabelecido e regulamentado pelo Decreto 6753, de 13/11/2014 ;

6) por fim, a coordenação de transição do atual governo está à disposição para prestar qualquer tipo de informação, além de já disponibilizar as ferramentas como o Portal da Transparência para auxiliar o bom andamento dos trabalhos.

 

Compartilhamentos