Compartilhamentos

O governador Camilo Capiberibe (PSB) não vai passar a faixa para o governador eleito, Waldez Góes (PDT). O anúncio foi feito por ele no programa Café com Notícias, no início da noite desta segunda-feira, 29.

Camilo disse que precisa tirar férias com a família, e por isso vai viajar no dia 1º de janeiro de 2015, antes da cerimônia de posse marcada para o mesmo dia, às 16 horas, na Assembleia Legislativa. “Ele já tinha avisado sobre o horário dessa viagem à equipe de transição, de que a passagem estava marcada para o início da tarde. Mesmo assim o governador eleito marcou sua posse para às 16 horas, quando a praxe deveria ser à meia-noite”, informou o jornalista Eduardo Neves, assessor pessoal do governador.

O horário da posse foi divulgado na semana passada pela equipe de transição do governador eleito. “Mas a equipe do atual governador já tinha sido informada bem antes disso que seria às 16 horas”, informou o jornalista Marcelo Roza, membro da equipe de transição pedetista.

Ainda não ficou decidido quem entregará a faixa. Se a vice-governadora Dora Nascimento (PT) não puder, essa tarefa deverá recair sobre o chefe do gabinete civil, Delson Magalhães, que também é coordena a equipe de transição pelo PSB. 

No restante do Brasil,  o mesmo vai acontecer em outros estados. No Maranhão, Roseana Sarney (PMDB) renunciou na semana passada só para não entregar a faixa ao sucessor, Flávio Dino (PC do B). No Piauí, Zé Filho (PMDB) também não entregará para Wellington Dias (PT). 

Ainda durante a entrevista ao Café com Notícia, Camilo disse que depois de retornar das férias vai permanecer morando no Amapá para fazer oposição. “Mas vou torcer pelo Amapá”, sublinhou.

Compartilhamentos