Compartilhamentos

O sargento Adrielson Maia, do Batalhão de Operações Especiais (Bope), passou por uma cirurgia na terça-feira, 30, no Hospital de Emergência, e está fora de perigo. Ele foi operado por um médico da própria Polícia Militar, e depois transferido para um hospital particular. O assaltante morto na troca de tiros com ele já tinha sido preso com dinamite.

Na versão da PM, Adrielson Maia estava de folga na loja da Vivo no Bairro do Laguinho quando percebeu o assalto e reagiu. Ele matou um dos assaltantes, mas saiu ferido com um tiro no tórax. O assaltante morto foi identificado como Fernando Pereira Novais, de 18 anos, que, segundo a polícia, já havia sido preso com dinamite em um caixa eletrônico do Bradesco, no Bairro Central, no mês passado.

Sargento na companhia de parentes e o capelão da PM

Sargento na companhia de parentes e o capelão da PM

O outro assaltante ainda não foi encontrado. A polícia apreendeu um revólver calibre 38 com três munições deflagradas e três intactas, além de uma moto.

A foto de capa, tirada logo após a cirurgia, mostra o sargento fazendo sinal de positivo ao lado de um capelão da Polícia Militar, o tenente Magalhães. “Nosso companheiro está em observação, mas passa bem após cirurgia”, disse o capelão, informando que foi ao hospital orar pela saúde do colega de farda. 

Compartilhamentos