Compartilhamentos

Policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar trocaram tiros na madrugada desta segunda-feira, 19, com suspeitos na chamada “Ponte do Baleia”, área de pontes do Bairro São Lázaro, Zona Norte de Macapá. Pelo menos um dos procurados foi ferido. Apesar dos rastros de sangue no local onde os suspeitos estavam, nenhum corpo foi encontrado. 

O cerco teve o apoio de policiais de outros batalhões. Os policiais estavam atrás de dois suspeitos de trabalhar com um criminoso que comanda assaltos e o tráfico de drogas de dentro de uma das celas do Iapen. Um dos acusados é irmão do bandido. Assim que os policiais começaram a entrar nas pontes começaram os disparos que foram respondidos pela guarnição.

É possível que um dos bandidos tenha sido ferido gravemente e na fuga tenha morrido dentro do lago. Pela manhã policiais ainda faziam buscas no local, mas até às 10 horas ninguém foi encontrado.

A Ponte do Baleia é comandada pela mesma família, de acordo com a polícia. A mãe está no Iapen e o filho, conhecido como Baleia, seria o chefe. “Os moradores tem hora para se recolher, e às vezes são obrigados a apagar as luzes das casas para deixar as passarelas na escuridão e assim atrapalhar o trabalho da polícia”, relatou um policial que estava na operação. Os moradores também são obrigados a fazer doações em dinheiro para os bandidos.

Fotos e reportagem: Jair Zemberg

Compartilhamentos