Compartilhamentos

O ex-governador Camilo Capiberibe (PSB) se pronunciou sobre os atrasos nos repasses dos empréstimos consignados. Segundo ele, os repasses das parcelas descontadas dos salários dos servidores do Fundeb (educação) estão em dia, mas ele admitiu que há atraso com os funcionários da Saúde.

Ele ainda culpou o atual governador, Waldez Góes (PDT), pelo bloqueio bancário que, de acordo com ele, teria impedido o pagamento das consignações de dezembro. Só não explicou porque o governo começou a reter o dinheiro que deveria ter ido para financeiras e bancos, prática que começou em agosto passado.

Abaixo a íntegra da nota distribuída por sua assessoria na tarde desta quinta-feira, 15.

“É importante esclarecer:

O repasse dos consignados do Fundeb está em dia. Todas as consignações de pequenas instituições bancárias tb. Onde houve atraso (mas foi negociado)foi na Saúde, inclusive o pagamento da parcela de negociação foi feito pela Sesa e não foi efetivado pelo Banco do Brasil por causa do Bloqueio. Na SEAD ficou pendente novembro mas foi negociado com todos os bancos, o pagamento também não foi efetivado por causa do bloqueio que o Waldez pediu.

Muito importante saber: o pagamento das consignações referentes ao mês de dezembro é feito no dia 10 do mês subsequente, ou seja em janeiro, e é obrigação do governo atual fazer. Não existe paralelo entre o descalabro do Waldez e o que nós vivenciamos. Logo, não existe justificativa para colocar o nome dos professores, nem dos servidores no Serasa. Basta a gestão atual retomar os acordos e honrar os compromissos.”

Camilo Capiberibe

 

 

Compartilhamentos