Compartilhamentos

Depois do vídeo em que rapazes induzem o ataque de um pitbull contra um cachorro ferido, um novo caso de violência mobiliza defensores dos direitos dos animais. Um homem sacou uma arma e disparou 3 tiros contra um cachorro. O crime aconteceu na manhã de domingo, 11, no Bairro Jesus de Nazaré e já está sendo investigado pela polícia.

Segundo testemunhas, às 10h30min, um Corsa sedan prata parou próximo da Escola Municipal Rondônia, no cruzamento da Rua Jovino Dinoá com a Avenida Mãe Luzia. De dentro do carro, o motorista colocou a arma pela janela e atirou contra o animal.

Os gritos do cachorro ferido foram ouvidos por muita gente e rápido chamou a atenção de curiosos. Testemunhas disseram que crianças brincavam na calçada onde estava o animal. Logo em seguida, o motorista disparou mais duas vezes silenciando em definitivo o cachorro.

Após o crime, o homem, que seria policial civil, teria comentando com vizinhos que o cachorro tinha atacado sua criação de galinhas. “Essas galinhas são colocadas em um terreno baldio para ciscar. Um terreno aberto. O cachorro é de rua, e parece que comeu mesmo uma das galinhas, mas não justifica tamanha violência. Além disso, ele colocou a vida de crianças em perigo e elas viram tudo acontecer”, comentou uma representante da ong Anjos Protetores, que não quer ser identificada.

A direção da entidade comunicou o caso à polícia. O delegado Ronaldo Entringe solicitou um exame de balística para identificar a procedência da arma que parecia uma pistola 380, de acordo com relatos. A Polícia Técnica foi até o local para remover o corpo do cachorro e tentar encontrar um dos projeteis.  

Nesta segunda-feira, 12, representantes da ong irão levar o caso até a Delegacia de Meio Ambiente, que também investiga crimes contra animais.  

Compartilhamentos