Compartilhamentos

Em apenas dois dias choveu no Amapá cerca de 30 milímetros. O esperado para todo o mês de janeiro são 250 milímetros. Isso levou a Defesa Civil e o Núcleo de Meteorologia do IEPA a ligarem o sinal de alerta para as áreas que são afetadas por inundações. Até quarta-feira, 07, é esperado um volume ainda maior de chuvas.

Segundo o meteorologista Jefferson Vilhena, as chuvas intensas de janeiro são comuns. São elas que começam a moldar o clima para os demais meses do ano. “A chuva demorou um pouco e só caiu realmente depois de dois dias de nebulosidade. São esperadas muitas chuvas principalmente até a próxima quarta-feira, 07”, explicou Jefferson.

Diante dessa previsão, a Defesa Civil Estadual está se preparando para atender possíveis alagamentos, principalmente nas áreas mais baixas da cidade como parte do Perpétuo Socorro, Cidade Nova, e o próprio Centro Comercial. “Estamos com o alerta ligado e prontos para agir caso as próximas chuvas atinjam as áreas mais baixas. Por enquanto estamos só monitorando e pedindo a ajuda das secretarias especializadas para intensificarem a limpeza de galerias e canais”, afirmou o coordenador da Defesa Civil, coronel Alexandre Veríssimo.

A Prefeitura de Macapá informou que está com frente de trabalho nos pontos mais críticos para evitar os alagamentos na capital. Em relação aos demais municípios a Defesa Civil está emitindo alertas, principalmente após a chuva de domingo que atingiu com grande intensidade municípios como Porto Grande, Ferreira Gomes, Tartarugalzinho e Calçoene.

Foto: Kairon Oliveira

 

Compartilhamentos