Compartilhamentos

SUS

O novo secretário de Saúde do Estado, Pedro Leite, não tem muito do que se queixar, pelo menos quando o assunto é dinheiro. Na conta do governo do Amapá, vinculada ao SUS, estão depositados R$ 56 milhões. Dá pra atualizar uma montanha de dívidas e colocar muitos serviços para funcionar. 

Fusão

O que o DEM, o PSDB, PSC e o Solidariedade tem em comum? Muita coisa, por isso suas principais lideranças negociam a fusão em um único partido. A decisão já estaria tomada, e a criação de um “partidão” deve ocorrer ainda nesse semestre. O nome da nova legenda ainda não foi definido.

Colegas inusitados

DAVI

moisesIsso significa dizer que aqui no Amapá algumas lideranças que andam em lados opostos serão colegas do mesmo partido, como é o caso do senador Davi Alcolumbre (DEM) e o presidente da Assembleia Legislativa, Moisés Souza (PSC). Isso, claro, não quer dizer que do dia para a noite os dois se tornarão aliados.

Namoro complicado

Waldez conversando com servidores

O governador Waldez Góes tem tentado trazer o PT para compor seu governo, mas as negociações com as lideranças nacionais ainda não prosperaram. Na semana passada, ele ouviu de um cacique petista que a prioridade do PT nacional é trazer de volta para seus quadros o senador Randolfe Rodrigues (Psol), que anda de ponta com a direção nacional de seu partido.  Para refrescar a memória: Randolfe faz oposição a Waldez.

Macapá-Caiena

Os senadores Davi Alcolumbre e Randolfe Rodrigues se reúnem com empresários nesta terça-feira, 20, para discutir a criação de um voo comercial entre Macapá e Caiena, na Guiana Francesa. Representantes da companhia aérea Azul já confirmaram presença. O encontro será às 19 horas, na sede da Associação Comercial e Industrial do Amapá (Acia), capitaneada pelo empresário Altair Pereira.

Deputado carnavalesco

Nilson recebe o carinho dos amigos

O deputado federal Nilson Borges, o “Cabuçú”, tem duas missões importantes neste início de ano: dividir o mandato (inédito para ele) com a função de presidente da Embaixada de Samba Cidade de Macapá. A agremiação alimenta há anos o sonho de estar na primeira divisão do carnaval amapaense.

Ataque

O secretário da Representação do governo do Amapá em Brasília e ex-candidato ao Senado, Gilvam Borges (PMDB), partiu pro ataque na propaganda partidária da segunda-feira, 19. Gilvam deixou claro que vai continuar combatendo o grupo que governou o Amapá nos últimos quatro anos e que teria deixado um rombo de R$ 6 bilhões. 

Compartilhamentos