Compartilhamentos

O Hospital de Clínicas Alberto Lima retomou desde o dia 21 de janeiro a marcação de consultas para as especialidades mais procuradas. Para melhorar o atendimento, a direção do Hcal elaborou um cronograma, mas isso não impediu que um velho problema ressurgisse: as longas filas. Nesta segunda-feira, 26, dezenas de pessoas amanheceram em frente ao hospital para conseguir uma vaga para oftalmologista.

Mara Silva: "Temos que ser humilhados para ter saúde?"

Mara Silva: “Temos que ser humilhados para ter saúde?”

A marcação estava suspensa desde o fim do ano passado. Ao todo, 680 vagas foram disponibilizadas para a especialidade. As consultas só começam no dia 2 de fevereiro, mas em alguns casos os pacientes só conseguiram agendar para abril.  As pessoas enfrentaram longas filas e reclamaram da falta de informação e humanização na marcação das consultas. “Estou aqui desde as 6 horas da manhã. Pegando chuva e sol e sem informação de quantas vagas seriam ofertadas. É um descaso total”, reclamou a empregada doméstica Neuza Gomes, de 46 anos.

Para o mecânico, Rosinaldo Farias, a falta de informação também é o maior problema. “Só começaram a atender e dar informação às 7 horas. Tem gente doente na fila pegando chuva. Deviam deixar o cronograma e horário de atendimento na portaria”, sugeriu.

De acordo com a direção do hospital, nesta segunda-feira foram disponibilizadas 230 vagas para pacientes com prioridade, 50 para Tratamento Fora de Domicilio (TFD) e 400 para os demais. Há vagas para todos, mas os pacientes reclamaram da demora e do atendimento. “Eu estou aqui desde as 3 horas da madrugada. Preciso dessa consulta para continuar meus estudos (a falta de óculos atrapalha). Será que temos que ser humilhados, destratados, aguentar sono e perigo para ter direito à saúde?”, desabafou Mara Silva, de 59 anos.

Pacientes passaram a madrugada na fila. Alguns só conseguiram vagas para abril

Pacientes passaram a madrugada na fila. Alguns só conseguiram vagas para abril. Fotos: Cássia Lima

 

Para a coordenadora do setor de marcação de consultas, Sheila Carvalho, não existem dias pré-determinados para marcação. As pessoas precisam ficar atentas ao cronograma. “Cada dia será marcada a consulta para uma especialidade. O cronograma está sendo elaborado de acordo com pesquisas que identificaram as maiores demandas”, explicou Sheila. Abaixo o cronograma de marcação.

Cirurgião Infantil – dia 27/01

Cardiologia adulto – dia 28/01

Reumatologista – dia 29/01

Ortopedia – dia 30/01

Endócrino – dia 2/02

Cirurgião Geral – dia 3/02

Compartilhamentos