Compartilhamentos

Depois da Polícia Militar criar “Medalha do Mérito da Comunicação” com o nome da jornalista Jacinta Carvalho, a Câmara Municipal de Macapá aprovou um projeto criando o “Mérito Jornalístico Dione Amaral”. A homenagem é destinada, segundo o projeto, aos “profissionais da comunicação comprometidos com a informação clara e transparentes”. O titulo leva o nome da jornalista e empresária Dione Amaral, falecida em novembro do ano passado de complicações pós cirúrgica.

O autor da proposta é o vereador Acácio Favacho (PMDB). Os primeiros jornalistas serão homenageados no dia 4 de fevereiro, quando a cidade de Macapá faz aniversário. Qualquer vereador pode indicar jornalistas através de projetos de lei votados em plenário.

Vereador Acácio Favacho é o autor do projeto

Vereador Acácio Favacho é o autor do projeto

O título “Mérito Jornalístico Dione Amaral” deve homenagear profissionais da comunicação que prestam serviços nas mais diferentes áreas do jornalismo: impresso, on line, televisivo, radiofônico, assessoria ou mesmo nos bastidores, como repórter cinematográfico, por exemplo. A Câmara não divulgou informações sobre possíveis homenageados com o título.

HOMENAGEADA

Dione Amaral formou-se em jornalismo nas primeiras turmas da faculdade Seama. Sua grande paixão era assessoria de imprensa. Funcionária pública, trabalhava na assessoria do Instituto Federal do Amapá (Ifap) e gerenciava a empresa de comunicação especializada em assessoria de imprensa Dune, além de exercer o magistério em uma faculdade particular.

Ela era casada e mãe de três filhos, dois legítimos e uma menina adotada. A jornalista morreu aos 32 anos, no dia 29 de novembro de 2014, quando recebia atendimento médico depois de passar mal por ocasião de dois procedimentos estéticos.

 

Compartilhamentos