Compartilhamentos

Os jovens que gravaram o ataque de um pitbull a outro cachorro esta semana, em Macapá, gravaram outro vídeo, desta vez pedindo desculpas pela brincadeira violenta. Os nomes deles não foram revelados, mas eles se disseram arrependidos.

No novo vídeo, os dois rapazes aparecem com o cachorro filmado no ataque. Um deles diz a repercussão do primeiro vídeo fez com que eles fossem hostilizados. “Eu tô muito magoado com que eu fiz”, diz um deles.

cadela

Apesar de tudo, Floquinho sobreviveu e agora precisa de um lar onde finalmente receba carinho. Foto: Anjos Protetores

O outro, que seria primo dele, afirmou que a foi um erro num “momento de distração”. “Depois que a gente viu que estávamos errados. Podem criticar a gente, mas não nos ofender e ofender nossos pais. A gente errou, mas não somos bandidos”, apela o rapaz que no primeiro vídeo aparece atiçando o pitbull da família a atacar um cachorro que havia acabado de ser atropelado.

Os dois rapazes dizem que foram até a casa de uma pessoa que seria o dono do cachorro para pedir desculpas e ver como estava a saúde do animal. A ong Anjos Protetores fez o resgate do cachorro e o levou para um abrigo onde recebeu o nome de “Floquinho”. Apesar do atropelamento e do ataque do pitbull, Floquinho não teve ferimentos graves.  “Nós temos encontrado tantos casos que é até difícil acreditar que o ser humano é capaz de tanta barbaridade”, comentou Vilma Fonseca, da ong Anjos Protetores. O cachorro foi disponibilizado para adoção.

Mesmo com Floquinho a salvo e o pedido de desculpas dos rapazes, a ong denunciou o caso em uma delegacia de polícia. Abaixo o vídeo de pedido de desculpas dos rapazes que um deles postou em seu perfil no Facebook.

 

Compartilhamentos