Compartilhamentos

 O 4º Batalhão da Polícia Militar, que atende o município de Santana, comemora ótimos dados de combate à violência. São 34 dias sem homicídios e 102 dias sem acidentes com vítimas fatais. Segundo as estatísticas da Polícia Militar, em um ano houve redução de 60% nos índices de violência no segundo maior município do Estado.

Em 2013, a Polícia Militar atendeu 1.353 ocorrências, a maioria foi nos Bairros Fonte Nova, Área Portuária, Centro, Nova Brasília e Ambrósio. Desse total, 1.287 se concretizaram em crimes. Em 2014, os mesmos bairros somaram 1.000 chamadas, apenas 782 casos foram registrados como infrações. Nos últimos meses foram cumpridos 146 mandatos de prisão, 24 armas de fogo apreendidas e 13 foragidos recapturados.

Policiais participam de curso de instrução

Policiais participam de curso de instrução

De acordo com o 4º Batalhão, a redução nos índices de violência é resultado, além da capacitação adequada dos policiais, de mudanças na concepção do policiamento que hoje trabalha preventivamente. “Intensificamos o combate às pequenas infrações, porque acreditamos que se combatermos um pequeno delito evitamos algo maior. As armas aprendidas, por exemplo, poderiam ser usadas em assaltos e homicídios, mas evitamos isso”, explicou o tenente-coronel do 4º Batalhão, Aldinei Almeida.

Tenente-coronel Aldinei Almeida: precisamos de apoio

Tenente-coronel Aldinei Almeida: precisamos de apoio

O município possui 296 policiais militares, alguns que trabalhavam no administrativo foram remanejados para trabalhar nas ruas. A polícia afirma que os dados seriam melhores se outros órgãos trabalhassem em conjunto. “Precisamos muito do Conselho Tutelar, Delegacia da Mulher e da Justiça. Queremos manter esses índices, mas solicitamos apoio desses órgãos”, pediu o tenente-coronel.  

Carnaval

Durante o carnaval o efetivo da PM no município terá apoio de mais 190 policiais. O 4º Batalhão prevê que 150 mil pessoas passem pelo corredor da folia de 14 a 21 de fevereiro. Uma mega operação está sendo preparada especialmente para esse período.

Acompanhe Abaixo as estatísticas dos anos de 2014 e 2013

INFRAÇÕES

Compartilhamentos