Compartilhamentos

O ministro da Secretaria de Aviação Civil, Eliseu Padilha, anunciou que no dia 9 de maio assina a Ordem de Serviço para a retomada das obras do Aeroporto Internacional de Macapá. A notícia foi dada ao senador Randolfe Rodrigues em uma audiência que aconteceu em Brasília esta semana. “Faço questão de estar em Macapá para dar a ordem de serviço. E quero que o pátio de obras esteja pronto antes dessa data”, disse o ministro ao demonstrar que não aceitará desculpa alguma para qualquer novo atraso na obra.

Senador Davi Alcolumbre será o reforço na busca por recursos para a obra

Senador Davi Alcolumbre será o reforço na busca por recursos para a obra

Senador Randolfe: a luta pelo no aeroporto ainda terminou

Senador Randolfe: a luta pelo novo aeroporto ainda terminou

O planejamento já está todo pronto e a licitação foi concluída em dezembro. O consórcio conduzido pela empresa EPC foi o escolhido para realizar os serviços, mas ainda é preciso garantir os recursos para a execução. “Por isso que não podemos ainda comemorar. Estou marcando audiência no Ministério do Planejamento para garantir a alocação desses recursos. Vou lá com o senador Davi Alcolumbre numa força tarefa atrás de respostas”, confirmou Randolfe. A batalha pela retomada das obras do aeroporto ainda não encerrou. “Não vou descansar até o dia em que os trabalhos forem, de fato, retomados”, disse o senador. Apesar disso, a semana foi decisiva. Na terça-feira, 27, Randolfe esteve com o superintendente da Infraero do Amapá, Osmar Ferreira. Na ocasião, Ferreira deixou claro a intenção da Infraero. “Nossa vontade é entregar esse novo espaço para a população, oferecer mais conforto e possibilitar novos investimentos ao Amapá”, afirmou Osmar Ferreira. Novos aeroportos No encontro com Randolfe Rodrigues, o ministro Eliseu Padilha deixou escapar que estão em fase de estudos a construção de dois novos aeroportos no Amapá, um no município de Amapá e outro em Oiapoque. Padilha também disse que a cidade de Afuá, que tem forte influência na movimentação portuária de Macapá, também deve ganhar um terminal aéreo.  

Compartilhamentos