Compartilhamentos

A licitação para a aquisição de uma aeronave para o Grupo Tático Aéreo (GTA) terá que ser refeita pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp). O projeto foi analisado pela Procuradoria Geral do Estado (PGE) e devolvido porque foram detectados vários erros. Hoje os policiais do GTA estão à disposição da equipe de Captura da Polícia Civil.

Segundo o secretário de Segurança Pública, Gastão Calandrine, o projeto foi vetado porque continha erros graves. Não foram mencionados, por exemplo, os valores de manutenção e as especificações da aeronave. “Agora temos que começar do zero. Teremos que levantar especificações da aeronave pretendida e já deixar licitadas as ações de manutenção, para o caso de haver algum problema mecânico”, disse o secretário.

Hoje os seis pilotos do GTA estão praticando e mantendo suas horas de voos atualizadas por meio de um termo de conduta técnica firmado com a Sejusp do Pará. “Os pilotos têm que estar em constante treinamento até que possam voltar a pilotar no Amapá. Já os policiais operacionais estão em outros setores da Polícia Civil”, acrescentou Calandrine.

De acordo o secretário, o novo projeto deve ser enviado a PGE ainda no primeiro semestre deste ano para que as empresas possam se cadastrar no processo. Calandrine diz que a agilidade será essencial para que até o fim do ano o GTA volte às atividades no espaço aéreo amapaense.

O primeiro cancelamento da licitação aconteceu em março de 2014, quando o Ministério Público Federal (MPF) interviu no processo afirmando que o valor contido na conta do Estado para a aquisição da aeronave havia sumido. Na mesma ocasião, o então secretário de segurança, Marcos Roberto Marques, divulgou o extrato da conta mostrando que havia na conta R$ 6,6 milhões. As primeiras denúncias sobre irregularidades foram feitas Associação de Procuradores do Estado. O helicóptero também foi tema de polêmica entre os dois principais candidatos ao governo do Estado na campanha do ano passado. 

Foto: Grupo Tático Aéreo do Amapá

 

Compartilhamentos