Compartilhamentos

A Polícia Militar contabiliza bons resultados da mega operação que ocorreu no fim de semana. Mais de 300 policiais trabalharam nos dias 9, 10 e 11 nos municípios de Macapá, Santana, Porto Grande, Laranjal do Jari e Oiapoque. Só em Macapá, segundo relatório do Comando Geral da PM, houve redução de 50% nos índices de criminalidade. Uma estratégia parecida já está sendo montada para o período de carnaval.

Operação da PM aconteceu simultaneamente em cinco municípios

Operação da PM aconteceu simultaneamente em cinco municípios

De acordo com relatório da PM, 350 policiais trabalharam nos cinco municípios. Ao todo, 690 pessoas foram abordadas, 607 veículos e 88 bares e restaurantes foram fiscalizados. Desse total 56 bares foram fechados, 13 veículos apreendidos e 20 pessoas foram conduzidas a delegacia por embriaguez ao volante.

Coronel Carlos Souza: vamos botar a polícia nas ruas

Coronel Carlos Souza: vamos botar a polícia nas ruas

De acordo com o Comando da PM a operação vai acontecer uma vez por mês com a participação de policiais do administrativo. “Temos que baixar esses índices de criminalidade. A população precisa confiar na PM. E isso se faz com um trabalho sério e conjunto. Colocamos policiais do administrativo nas ruas. Isso não pode ser feito sempre, mas é o estopim para uma nova segurança pública”, garantiu o comandante geral, coronel Carlos Souza.

As equipes atuaram em pontos estratégicos dos bairros. Segundo a PM, a operação deve ser repetida no período de carnaval, mas com adequações. “Vamos usar o efetivo normal mais o administrativo para o carnaval. Entretanto, vamos focar a educação no trânsito e a necessidade dos brincantes voltarem pra casa de táxi depois de ingerirem bebida alcoólica”, destacou o coronel.

Ações como esta serão constantes no Estado, segundo o Comando. A ideia é que essa grande operação seja realizada sempre no fim de semana após o pagamento dos servidores públicos, período em que foi identificado maior incidência de roubos e outros crimes.

 

Compartilhamentos