Compartilhamentos

Quem for ao Museu Sacaca a partir desta terça-feira, 6, não conseguirá ver nenhuma das atrações do lugar. A direção do Instituto de Estudos e Pesquisas Científicas do Amapá (Iepa) decidiu fechar o museu por falta de monitores para receber visitantes.

O museu já estava fechado na segunda-feira, 5, dia em que normalmente os museus brasileiros fecham para manutenção. Mas desta vez as portas não reabrirão no dia seguinte por falta de monitores. Os profissionais que estavam trabalhando eram do regime de contratos administrativos, e não tiveram os vínculos renovados no fim do ano pelo governo. “Sem monitores é impossível até garantir a segurança dos visitantes. Imagine se uma criança cair na água ou uma pessoa se machucar em uma das exposições. Não haveria ninguém para ajudar”, justifica o novo presidente do Iepa, Wagner Costa.

Sem monitores, nenhuma das atrações poderá ser visitada

Sem monitores, nenhuma das atrações poderá ser visitada. Foto: Agência Amapá

Para receber o público, serão necessários pelos menos 15 monitores. O Ieap possui orçamento próprio, mas só poderá executá-lo a partir de março, quando o governo “abre” oficialmente o orçamento geral do Estado.

A reabertura do museu na data prevista, dia 18 de janeiro, dependerá de autorização do governo para que novos contratos administrativos sejam assinados, o que é bem improvável num momento em que a tônica do discurso é a falta de dinheiro. 

Compartilhamentos