Compartilhamentos

Mais uma vez populares que conseguiram prender acusados de crimes iniciaram espancamento dos suspeitos. Desta vez, são duas acusadas. As mulheres, uma de 19 anos, e outra de 16 anos, teriam assaltado um taxista que conseguiu fugir do carro e pedir ajuda de moradores.

Larissa tentou fugir pela lama, mas foi apanhada pelos moradores. Fotos: Jair Zemberg

Larissa tentou fugir pela lama, mas foi apanhada pelos moradores

Larissa Oliver (de cabelos pintados de vermelho) e a menor de idade apanharam o táxi por volta das 21h30 da quarta-feira, 14, em uma rua do Bairro Novo Horizonte, Zona Norte de Macapá. Elas pediram ao taxista que dirigisse em direção ao Bairro do Muca, na Zona Sul.

Próximo à Comunidade da “Piçarreira”, no Bairro Santa Rita, elas anunciaram o assalto armadas com facas. Segundo a vítima, as mulheres roubaram a renda do carro, cerca de R$ 200. O taxista saiu correndo do veículo e foi socorrido por populares que cercaram o táxi e retiraram as mulheres de dentro.

As duas suspeitas começaram a apanhar dos moradores. Larissa chegou a entrar em uma área alagada para tentar fugir faz agressões, mas foi capturada pelos populares. As duas foram salvas por uma guarnição do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (BPTran) e levadas para o Ciosp do Pacoval onde foram autuadas. Até agora elas não possuíam passagem pela polícia.

Foi o terceiro caso esta semana em que moradores capturam criminosos e tentam fazer justiça com as próprias mãos. O site acompanhou dois episódios parecidos na quarta-feira, 14, um do Congós e outro no Bairro Universidade.

Compartilhamentos