Princípio de linchamento: Mulheres acusadas de assalto são salvas pela polícia

Compartilhamentos

Mais uma vez populares que conseguiram prender acusados de crimes iniciaram espancamento dos suspeitos. Desta vez, são duas acusadas. As mulheres, uma de 19 anos, e outra de 16 anos, teriam assaltado um taxista que conseguiu fugir do carro e pedir ajuda de moradores.

Larissa tentou fugir pela lama, mas foi apanhada pelos moradores. Fotos: Jair Zemberg

Larissa tentou fugir pela lama, mas foi apanhada pelos moradores

Larissa Oliver (de cabelos pintados de vermelho) e a menor de idade apanharam o táxi por volta das 21h30 da quarta-feira, 14, em uma rua do Bairro Novo Horizonte, Zona Norte de Macapá. Elas pediram ao taxista que dirigisse em direção ao Bairro do Muca, na Zona Sul.

Próximo à Comunidade da “Piçarreira”, no Bairro Santa Rita, elas anunciaram o assalto armadas com facas. Segundo a vítima, as mulheres roubaram a renda do carro, cerca de R$ 200. O taxista saiu correndo do veículo e foi socorrido por populares que cercaram o táxi e retiraram as mulheres de dentro.

As duas suspeitas começaram a apanhar dos moradores. Larissa chegou a entrar em uma área alagada para tentar fugir faz agressões, mas foi capturada pelos populares. As duas foram salvas por uma guarnição do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (BPTran) e levadas para o Ciosp do Pacoval onde foram autuadas. Até agora elas não possuíam passagem pela polícia.

Foi o terceiro caso esta semana em que moradores capturam criminosos e tentam fazer justiça com as próprias mãos. O site acompanhou dois episódios parecidos na quarta-feira, 14, um do Congós e outro no Bairro Universidade.

Deixe seu comentário
Compartilhamentos
Insira suas palavras de pesquisa e pressione Enter.