Compartilhamentos

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) administrado pela Secretaria de Saúde do Estado localizada no Bairro Novo Horizonte, Zona Norte de Macapá, está praticamente fechada há uma semana. A unidade, que atendia cerca de 150 pessoas por dia, está parada por falta de enfermeiros. Os profissionais cruzaram os braços porque não receberam o pagamento dos plantões realizados em novembro e dezembro do ano passado.

Sem serviço, corredores da UPA estão vazios

Sem serviço, corredores da UPA estão vazios

Sem o serviço, a população de vários bairros precisa se deslocar para o Hospital de Emergência. “Estamos atendendo apenas pessoas com trauma. Encaminhamos aos médicos e pedimos transferência para o HE. Estamos parados por falta de enfermeiros, pois, de acordo com as normas de saúde, uma unidade não pode funcionar sem o profissional da área. Estamos aguardando agora a movimentação da nova gestão”, disse um servidor que não quis se identificar.

Enfermarias da UPA não recebem nenhum paciente há uma semana

Enfermarias da UPA não recebem nenhum paciente há uma semana

A UPA foi construída para atender até 150 pacientes diariamente. Mas os funcionários dizem que foram atendidas até 200 pessoas em apenas um plantão. “A UPA tem uma localização estratégica para atender a população da Zona Norte, mas foi inaugurada às pressas e sem o planejamento necessário de equipamentos e pessoal”, afirmou o secretário de Estado de Saúde, Pedro Leite.

Agora a Sesa está estudando uma maneira de reabrir a UPA. Os funcionários e a comunidade aguardam notícias da nova gestão para saber quando a unidade será reaberta.

 

Compartilhamentos