Compartilhamentos

A Polícia Civil conseguiu prender na última quinta-feira, 26, Cleiton Ramon Soares Ribeiro, de 25 anos, acusado de matar a ex-namorada Estefani da Rocha Gomes e o amigo dela, Elias da Silva Dias Siqueira, no dia 25 de agosto do ano passado. O crime que ficou conhecido pela violência. Ramon deferiu várias facadas nas vitimas. Estefani levou mais de 10 golpes.

Delegado Renato Gerepe conseguiu prender Ramon mais uma vez

Delegado Renato Gerepe conseguiu prender Cleiton Ramon mais uma vez

Depois do crime Ramon fugiu. Quatro dias depois ele foi preso no Bairro Zerão. Ficou na cadeia por vários dias até conseguir na Justiça um Habeas Corpus. “Tínhamos trinta dias para concluir o inquérito. Mas, o laudo da Politec atrasou e a Justiça concedeu o Habeas Corpus. Depois disso ele desapareceu”, disse o delegado que presidiu o inquérito, Renato Gerepe.

Segundo o delegado, depois de solto, Ramon não apareceu às audiências. Por conta disso, ele foi considerado foragido, e na última audiência a Justiça determinou a prisão de Ramon. “Então, na quinta-feira recebemos a informação de que o acusado estava em Macapá. Ele teria vindo do interior para visitar a família. Foi assim que conseguimos prendê-lo. Ele vai responder por homicídio qualificado e pode pegar duas penas, já que matou duas pessoas”, acrescentou o delegado.

O CASO

O duplo homicídio aconteceu na Rua Alceu Paulo Ramos, No Bairro Novo Horizonte, dia 25 de agosto do ano passado. Estefani estava no carro de Elias Siqueira, com quem teria pego uma carona. Ambos foram surpreendidos pelo acusado. Elias foi atingido com vários golpes de faca no pescoço e no rosto. A mulher saiu do carro e correu, mas foi perseguida e ferida com mais de 10 facadas.Ambos morreram no Hospital de Emergência em Macapá.

Compartilhamentos