Compartilhamentos

Policiais da equipe “Giro” do Batalhão de Operações Especiais (Bope) prenderam três homens acusados de tráfico de drogas no Bairro do Pacoval, Zona Norte de Macapá. Depois de encontrar com os suspeitos algumas “trouxas” de crack, policiais desconfiaram que eles guardavam mais drogas numa casa e chamaram a cadela “Maia”, da Polícia Civil. A suspeita tinha fundamento. Além disso, os traficantes tinham documentos pessoais deixados por viciados que não tinham dinheiro para comprar.

Suspeitos presos na casa onde a cadela encontrou mais drogas. Fotos: Jair Zemberg

Suspeitos presos na casa onde a cadela encontrou mais drogas. Fotos: Jair Zemberg

A abordagem ocorreu por volta da 1 hora da madrugada desta quinta-feira, 12, na Avenida Amazonas com o Canal do Jandiá. Os policiais passaram em frente a uma casa e desconfiaram de três homens. Na abordagem e pesquisa sobre a identidade dos três, logo foi constatado que um deles, Gelson Ferreira Gomes, 22 anos, já tinha sido preso por tráfico. Com eles os policiais encontraram pequenos pacotes de crack.  

Policiais da  Equipe "Giro do Bope

Policiais da Equipe “Giro do Bope

 

Desconfiando que eles poderiam estar guardando uma quantidade bem maior, o Bope pediu para que a Polícia Civil mandasse a cadela Maia. Não deu outra. Na casa havia uma quantidade bem maior de crack, que hoje pela manhã ainda não havia sido pesada.  

Crack encontrado pela cadela "Maia"

Crack encontrado pela cadela “Maia”

 

Além da droga, foram encontrados pneus novos de carro, televisores e vários documentos deixados por viciados como garantia de pagamento. Junto com Gelson também foram presos Claudemir Silva dos Santos, de 28 anos, e Silvestre Alves Ferreira, de 25 anos. 

Compartilhamentos