Compartilhamentos

O Corpo de Bombeiros ainda não liberou autorização para que a Liga das Escolas de Samba do Amapá (Liesap) utilize o sambódromo. Na terceira vistoria na manhã desta sexta-feira, 13, foram encontradas falhas de segurança, como falta de iluminação de emergência e grades de proteção em alguns camarotes, além de pontos de fuga obstruídos na área de arquibancadas metálicas. A Liesap tem até o fim do dia para tomar providências.

Rotas de fuga estão sem sinalização

Rotas de fuga estão sem sinalização

Esta foi à terceira vistoria no sambódromo realizada pelo Corpo de Bombeiros. Problemas detectados anteriormente como rota de fuga sem sinalização, extintores de incêndio sem carga e inoperância de hidrantes foram corrigidos. Mas outras falhas continuam. “Alguns lugares de saída de emergência continuam sem sinalização e as arquibancadas montadas precisam de pequenos ajustes, como a colocação de grades de proteção. Mas a gente considera que 95% das falhas foram sanadas”, apontou o chefe do Centro de Atividades Técnicas do Corpo de Bombeiros, coronel Ederaldo Azevedo.

Falhas no sistema de emergência foram corrigidas

Falhas no sistema de emergência foram corrigidas

Segundo a Liesap, o material necessário para as correções já foi adquirido e será instalado a tempo. O Corpo de Bombeiros deve retornar às 16 horas desta sexta-feira,13,  ao sambódromo para uma inspeção final que certificará, ou não, a segurança dos brincantes. “Caso as falhas não sejam corrigidas nós não vamos liberar o documento que atesta as condições de segurança. Mas, como é um serviço simples, não há grande empecilho, acreditamos”, ressaltou o coronel.

Santana

Mas em Santana há problemas no Corredor da Folia. Cerca 75% dentro dos padrões de segurança do Corpo de Bombeiros foram atendidos. O espaço de desfile tem uma estrutura removível com várias falhas e arquibancadas de madeiras com pregos aparentes. “Em Santana ainda encontramos falta de grades de proteção, falhas na sinalização de saídas de emergências, escadas sem sinalização e algumas estruturas bastante desgastadas”, ainda informou o coronel. O carnaval de Santana começa amanhã, por isso uma vistoria deverá ser feita sábado, 14,  às 11 horas para certificar a segurança do espaço. 

Saídas de emergência são analisadas pelos engenheiros do CBM

Saídas de emergência são analisadas pelos engenheiros do CBM

 

A empresa RL, responsável pela organização da folia em parceria com a prefeitura de Santana, declarou que não é responsável pela estrutura de arquibancadas de madeira. “Nossa parte são os camarotes e o túnel. As arquibancadas de madeira são de outra empresa”, explicou o empresário Reinaldo Lourenço, da RL. A outra empresa não foi encontrada para comentar o assunto.

Compartilhamentos