Compartilhamentos

Desde a última quarta-feira, 25, professores da escola estadual Gabriel de Almeida Café, antigo CCA, protestam contra a nomeação do novo diretor feita pela Secretaria de Estado da Educação (Seed). Na manhã desta sexta-feira, 27, os educadores reivindicaram no Palácio do Setentrião uma reunião com o governador do Estado. Mais de 80 professores da escola exigem que um novo diretor seja escolhido pelo Conselho Escolar. O governador ficou de avaliar a situação e dar uma resposta aos professores.

O professor Antônio Guterres mostra a lista de professores

O professor Antônio Guterres mostra a lista de professores

O diretor nomeado pela Seed foi o professor Rener Passos. Assim que os professores tomaram conhecimento não aceitaram a nomeação. De acordo com o colegiado, Rener não possui conduta ética e nem capacidade de dialogo para administrar a escola. “Temos 83 professores nessa lista que não aceitam essa nomeação para comandar a escola. Uma pessoa sem capacidade de diálogo e sem moral não pode manter o excelente nível da escola”, frisou o professor Antônio Guterres.

Professora prepara cartaz para a manifestação

Professora prepara cartaz para a manifestação

Os educadores manifestaram insatisfação durante uma caminhada que fizeram da escola até o Setentrião. Eles entraram no palácio, e depois de uns minutos os professores foram recebidos pelo governador Waldez Góes. “Nós queremos um gestor que nos represente. Que imponha respeito no ambiente escolar. Não um que responda há vários processos”, destacou a professora Antonina Bandeira.

Waldez Góes disse aos professores que vai avaliar a conduta do novo diretor junto a Seed, para depois dar uma resposta definitiva para a situação. 

 

Compartilhamentos