Compartilhamentos

As autoridades policiais de Oiapoque continuam apertando o cerco contra o tráfico de drogas na fronteira com a Guiana Francesa. Equipes das polícias Civil, Militar, Federal e Rodoviária Federal prenderam mais três pessoas acusadas de comercializar o produto na cidade. Como garantia de pagamento, os traficantes aceitavam documentos e pequenos objetos de valor.

A operação cumpriu mandados em três lugares; em dois houve prisões e apreensões.  No primeiro local visitado pelas equipes foi preso Ednilson Henrique Santos da Silva, de 28 anos. Com ele a polícia encontrou um revólver calibre 38 com 15 munições. Ele ainda não tinha passagem pela polícia, mas os dois irmãos dele já respondem a processos por tráfico.

Objetos trocados por usuários e até cachimbos foram apreendidos

Objetos trocados por usuários e até cachimbos foram apreendidos. Fotos: PC Oiapoque

Na segunda casa foram presas Marli Ribeiro Nobre, de 44 anos, e Graciele Miranda Lima, de 45 anos. Elas tinham uma pequena quantidade de uma mistura de droga com crack, além de apetrechos para consumo, e muitos objetos oferecidos pelos “clientes” em troca de drogas, principalmente joias e celulares. “A operação faz parte de uma campanha permanente contra o tráfico de drogas na fronteira, mostrando a sintonia das forças de segurança”, frisa o delegado Charles Correa

Compartilhamentos