Compartilhamentos

Mulheres de diversos setores foram homenageadas nesta segunda-feira, 9, em sessão solene na Assembleia Legislativa do Amapá (Alap). 31 profissionais receberam a comenda “Mulher Amapaense 2015”. A sessão, presidida pela deputada Marília Góes (PDT), exaltou as amapaenses que, independentemente da profissão, lutam pela igualdade entre os gêneros. 

A cerimônia foi pela passagem do Dia Internacional da Mulher, comemorado no último domingo, 8. As mulheres homenageadas foram escolhidas pelos próprios parlamentares. Para receber a comenda elas tinham que ter sido destaque pelo trabalho exemplar, perseverança, respeito, delicadeza e compromisso. “É com prazer que recebemos todas essas guerreiras que dividem os afazeres domésticos e familiares com o trabalho. Em especial, as trabalhadoras rurais, empregadas domésticas, artesãs, pescadoras e feirantes, pelo grande trabalho que realizam em prol do sustento de suas famílias e de alternativas de renda para o nosso Estado”, frisou em discurso a deputada Luciana Gurgel.

As galerias da Aleap estavam tomadas na sessão especial dedicada às mulheres

Galerias e plenário da Alap estavam tomados na sessão especial dedicada às mulheres

A sessão destacou o papel de duas mulheres no Judiciário amapaense: da desembargadora Sueli Pini, primeira mulher a assumir a presidência do Tribunal de Justiça (Tjap) e da promotora Ivana Lúcia Franco Cei, que exerceu por dois biênios o cargo maior à frente da Procuradoria Geral de Justiça do Ministério Público do Amapá. “Eu tenho a honra de receber essa comenda em nome de Ivana Cei. Isso retrata bem o papel da mulher. Nós conseguimos fazer 10 coisas ao mesmo tempo. Não recebemos com soberba essa homenagem, mas sim com ternura e gratidão”, comentou a desembargadora Stella Ramos.

As homenageadas foram: Marilda Barbosa da Silva, Maria Iolanda Marques, Maria do Socorro Moura, Oneide Bastos, Stella Ramos, Teresinha de Jesus, Antônia Andrade, Sandra Rocha, Dalva Matins, Norly Araújo, Leila Vilhena, Sueli Pini, Maria Tavares, Raimunda Beirão, Aretuza Botaro, Ivana Cei, Marciane Santos, Mariana Martins, Conceição Medeiros, Regilene Reátegui, Raimunda Picanço, Maria Nascimento, Uleirna Silva, Maria Elisabete, Leonilda Silva, Mahely Rocha, Marlucia Perez e a desembargadora paraense Sulamir Almeida.

Compartilhamentos