Compartilhamentos

A polícia procura por um homem que trabalha como segurança de uma casa noturna e é acusado esfaquear quatro pessoas no início da manhã desta segunda-feira, 16, no Bairro do Congós, Zona Sul de Macapá. Das quatro vítimas, duas morreram.

Marcos Júnior Gomes Moraes morreu ainda no local

Marcos Júnior Gomes Moraes morreu ainda no local

O crime aconteceu por volta das 4 horas da manhã, na 17ª Avenida do Congós. De acordo com a polícia, as vítimas tinham se envolvido em uma briga com seguranças na mesma boate no fim do ano passado. Na confusão, um dos seguranças teve a orelha cortada.

Nesta madrugada, três dos que tinham se envolvido na briga e mais um colega voltaram para a casa noturna como se nada tivesse acontecido e começaram a ingerir bebida alcoólica em frente ao estabelecimento. Depois que a festa acabou eles teriam continuado no mesmo lugar, mas não esperava que dois homens aparecessem, um deles armado com uma faca que conseguiu ferir todos eles.

Os quatro correram, mas o agressor conseguiu golpear todos

Os quatro correram, mas o agressor conseguiu golpear todos. Fotos: Jair Zemberg

As vítimas, mesmo feridas, correram. Marcos Júnior Moraes, de 26 anos, caiu alguns metros depois e morreu ainda no local. Iperlan Gomes Moraes, de 28 anos, irmão de Marcos, ainda foi socorrido, mas morreu no Hospital de Emergência. O terceiro irmão, Amiraldo Gomes Moraes, está internado com 8 facadas. Seu estado é considerado gravíssimo. Um outro colega dos três irmãos também está ferido e não foi identificado. Até agora ninguém foi preso.

Das 8 mortes violentas registradas em todo o estado no fim de semana, 4 ocorreram no Bairro do Congós, incluindo o atropelamento do taxista e o assassinato de um outro homem ocorrido às 22 horas de domingo na 12ª Avenida, com 2 tiros pelas costas. Um dos disparos atingiu a nuca de Márcio do Prado Barbosa, de 22 anos. O agressor foi identificado apenas como “Juca” e ainda não foi encontrado.

Compartilhamentos