Compartilhamentos

O prefeito do município de Serra do Navio, José Maria Lobato (PSB), esteve nesta terça-feira, 3, participando de uma reunião com o secretário de Políticas Institucionais do Estado, Jorge Amanajás, reclamando o apoio do governo para a reativação da ferrovia, cujos serviços foram paralisados por conta da crise da mineradora Zamin.

A paralisação gerou uma crise no setor rural da região, já que o trem era o principal meio de transporte para os produtores dos municípios de Pedra Branca do Amaparí, Serra do Navio e Porto Grande.

De acordo com José Maria, isso tem prejudicado os trabalhadores rurais, que ficam impossibilitados de transportar mercadorias para comercialização na capital. “Existem muitas localidades rurais com acesso apenas pela ferrovia. Nossos agricultores são os mais prejudicados com essa paralisação”, lamentou.

Amanajás informou que o governo intermedeia as negociações com a empresa para reativação da ferrovia. “Esperamos encaminhar essa situação entre 30 e 45 dias. Estamos tomando providências para não prejudicar ainda mais a população que necessita desse transporte”, garantiu.

 

Compartilhamentos