Compartilhamentos

Um estelionatário conseguiu a proeza de transferir para o nome de outra pessoa um carro com placas clonadas. O golpe só foi descoberto quando a verdadeira proprietária foi pedir no Departamento de Trânsito (Detran) a emissão de um novo documento.

A polícia conseguiu chegar até o endereço do carro clonado e encontrou o veículo que tem o chassi, placas e até a cor idênticos ao veículo da vítima. Em depoimento na delegacia, a família do veículo clonado disse que recebeu o veículo como pagamento de uma dívida. “Desconfiei quando recebi a informação de que alguém já tinha pagado as multas e o IPVA”,  informou a vítima.

Placas, cor, modelo e até o chassi tem a mesma numeração. Fotos: Dicom/Bptran

Placas, cor, modelo e até o chassi tem a mesma numeração. Fotos: Dicom/Bptran

O estelionatário seria morador de Oiapoque.  No histórico da placa existem duas multas emitidas no município e Itaituba, no Pará. O caso foi encaminhado para a Polícia Civil que abriu inquérito para descobrir como um carro clonado foi legalizado no Detran. 

Uma das placas era de um carro da cidade de Ponta Grossa, Paraná. Foto: Dicom/BPRE

Uma das placas era de um carro da cidade de Ponta Grossa, Paraná. Foto: Dicom/BPRE

Em outro caso parecido, também na terça-feira, 10, policiais do Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual (BRPE) abordaram um veículo estacionado irregularmente próximo do Amapá Garden. Na hora de verificar os documentos a equipe percebeu que a placa traseira tinha um número diferente da placa dianteira.

Em consulta ao Centro Integração de Operações em Defesa Social (Ciodes) os policiais descobriram que uma das placas pertencia a outro veículo do Paraná. O motorista, Adriano Paiva Barros, de 30 anos, foi preso e levado para o Ciosp do Pacoval.

 

Compartilhamentos