Compartilhamentos

Alunos da Universidade Federal do Amapá (Unifap) poderão estudar em universidades da Guiana Francesa e Austrália a partir do segundo semestre de 2015. O acesso aos estudos foi viabilizado pela pró-reitoria de Cooperação e Relações Interinstitucionais (Procri) da Unifap. A proposta é promover intercambio para os mais variados cursos que as instituições estiverem em comum. Uma turma já viajou para conhecer as universidades.

A primeira etapa do projeto prevê acordos de cooperação com as universidades do entorno geográfico (Platô das Guianas) e com as grandes universidades de todo o mundo. O primeiro acordo foi firmado no início do mês com a Universidade da Guiana. Na ocasião os reitores e comitivas das duas instituições se reuniram no Campus de Oiapoque.

A Unifap também vai receber estudantes de outros países

A Unifap também vai receber estudantes de outros países

A assinatura dos acordos preconiza que alunos e professores  da Unifap participem do processo de internacionalização da universidade. “A proposta é fazer desse projeto um caminho de oportunidades e empregos aos alunos. Além de aproximar a pesquisa do Amapá com a de outras realidades. E claro, fomentar a extensão da Unifap com universidades de fora do Brasil”, ressaltou o titular da Procri, Paulo Gustavo Corrêa.

O acordo será realidade a partir do segundo semestre deste ano quando barreiras de língua, transporte, hospedagem e documentação forem vencidas.

No Amapá, o campus de Oiapoque deve abrigar os universitários da Guiana, que posteriormente também conhecerão outros polos da instituição. A iniciativa deve impulsionar o intercâmbio de alunos e professores e ainda contribuir para a melhoria da qualidade, pertinência e eficácia do ensino, pesquisa e extensão. E no âmbito externo, promover seu potencial de ensino e pesquisa, que em última instância, é um fator primordial para a instituição ser partícipe das redes internacionais de educação superior.

 

Compartilhamentos