Compartilhamentos

Os 24 quilômetros da Rodovia Duca Serra, que liga Macapá ao município de Santana, podem ser federalizados. O pedido foi feito pelo senador Randolfe Rodrigues (Psol-AP) ao ministro dos Transportes Antonio Carlos Rodrigues, que prometeu a conclusão de um estudo sobre o assunto em oito meses.

Parlamentares do AP com o ministro dos Transportes: estudo em 8 meses

Parlamentares do AP com o ministro dos Transportes: estudo em 8 meses. Foto: Ascom/Senado

O pedido do Amapá aproveita uma falha na constituição da malha rodoviária federal no Estado.  Um estudo encomendado por Randolfe à Consultoria Legislativa da área de transportes do Senado, demonstrou que a BR-210 estaria desconectada de um dos principais eixos de desenvolvimento econômico do Estado: a área portuária de Santana. “Além de garantir mais segurança ao trânsito, a duplicação da pista entre Macapá e Santana é de fundamental importância para economia local porque potencializa a capacidade de transporte de cargas no Porto de Santana”, justificou o senador do Psol.

Em audiência com senadores Randolfe Rodrigues, Davi Alcolumbre (DEM-AP) e o deputado federal Vinicius Gurgel (PR-AP) o ministro Antonio Carlos Rodrigues garantiu que em breve o estudo final estará pronto. “Daqui a oito meses vocês me cobrem a apresentação deste estudo,” disse ele no encontro.

Hoje a Rodovia Duca Serra é a que mais tem congestionamentos na capital, superando a Avenida Tancredo Neves na Zona Norte. O governo do Estado chegou a anunciar projeto de duplicação da rodovia nas duas últimas gestões, mas nenhuma obra foi realizada. O governo passado chegou a conseguir recursos, mas o projeto teria que passar por readequação por conta do conflito com terras do Exército. 

Compartilhamentos