Compartilhamentos

Neste fim de semana, policiais do 1º Batalhão da Polícia Militar iniciaram uma nova estratégia para reduzir violência nos bairros do Araxá e das Pedrinhas, Zona Sul da capital. A tradicional “Operação Saturação” foi feita nas pontes e vai continuar assim nos próximos fins de semana, segundo o comando do batalhão.

Dados do 1ª BPM apontam uma diminuição no índice de criminalidade de 20 bairros da Zona Sul de Macapá. Pelas as estatísticas, diminuíram crimes de rixa, perturbação do sossego e violência contra a mulher. Mas cresceram registros de roubos em paradas de ônibus e estabelecimentos comerciais. A polícia acredita que o policiamento preventivo tem sido um fator determinante dos índices.

Tenente-coronel Laurelino Conceição, comandante

Tenente-coronel Laurelino Conceição, comandante

Desde janeiro deste ano, várias operações estão ocorrendo semanalmente na Zona Sul, principalmente nos bairros do Congós, Novo Buritizal, Jardim Marco Zero e Araxá, que concentram os maiores índices de criminalidade.

Nesse fim de semana, o 1ª Batalhão deflagrou a “Operação Saturação” nas pontes do Araxá e Pedrinhas. “Esse policiamento será realizado em todos os fins de semana com o objetivo de diminuir ainda mais as ocorrências. Nós fazemos um policiamento preventivo, mas pode ocorrer de cumprirmos busca e apreensão, como já aconteceu de aprendermos armas e veículos furtados”, frisou o comandante do 1ª BPM, tenente-coronel Laurelino Conceição.

As operações mais comuns são “Orla Segura”, “Intensidade”, “Barco Seguro”, “Pagamento” e “Lei Seca”. Segundo dados do batalhão, em 2014 foram atendidas 4.142 ocorrências de janeiro a março. Neste ano, no mesmo período, foram registradas 3.972.

Suspeito é revistado no Bairro das Pedrinhas

Suspeito é revistado no Bairro das Pedrinhas

O dado mais significativo foi a diminuição de 22% nos casos de violência doméstica. Em 2014 foram registrados 324 casos e em 2015 foram 232. “O bairro do Congós é o que mais tem ocorrência, por ser o mais populoso na minha área. Lá tem uma peculiaridade: a maioria é ocorrência noturna. Já efetivamos o policiamento de motocicletas e viaturas para combater isso”, comentou o tenente.

Nas operações, que devem continuar até o fim do ano, já foram capturados foragidos do Iapen e apreendidos armas brancas e de fogo.

Compartilhamentos