Compartilhamentos

Dados da Delegacia Especializada em Atos Infracionais (Deiai)  apontam para uma redução no número infrações cometidas por adolescentes nos primeiros três meses deste ano em comparação com o mesmo período do ano passado. De janeiro a março de 2014 foram registrados 158 casos de crimes envolvendo menores. Em 2015 esse número caiu para 82 casos. Um dos eventos que chamou atenção este ano foi do professor que foi esfaqueado por um garoto de 14 anos dentro de uma escola.

Delegado Marko Scaliso: menor infrator é punido, sim

Delegado Marko Scaliso: menor infrator é punido, sim

“Houve uma leve diminuição. Mas sabemos que é um problema antigo e diferentemente do que a sociedade pensa, menor infrator sofre punição, sim. Temos o Cesein e o Cip que trabalham a reclusão dos jovens infratores”, frisou o atual titular da Deiai, Marko Scaliso.

Casos envolvendo menores geralmente chamam atenção da sociedade. Um exemplo foi a ocorrência registrada em novembro do ano passado que chocou a maioria das pessoas que acompanhou o fato. Um menino de 13 levou uma surra de populares depois de uma tentativa de assalto. Atualmente o garoto encontra-se internado no Cesein.

Crimes cometidos por menores estão sendo cada vez mais repercutidos pela mídia. No mês passado o professor Élcio José Pinto Pereira, coordenador pedagógico da escola Ruth Bezerra, que fica na Zona Norte de Macapá, foi esfaqueado por um aluno por não permitir que o mesmo entrasse na escola com boné. A agressão ocorreu no corredor da escola depois de um bate-boca entre os dois. O menor continua foragido. Ele tem apenas 14 anos.

 

Compartilhamentos