Compartilhamentos

Depois de uma perseguição no Bairro do Muca, Zona Sul, policiais do Batalhão de Rádio Patrulhamento Motorizado (BRPM) prenderam dois homens armados em um carro. Dentro do veículo eles tinham maçarico. Há a suspeita de que o equipamento seria usado para arrombar residências ou caixas eletrônicos.

A prisão ocorreu no início da noite da sexta-feira, 3, próximo da rotatória da Rua Hildemar Maia, no Bairro do Muca. Os policiais desconfiaram dos dois homens dentro de um Gol cinza escuro e começaram a segui-los.  Quando perceberam o acompanhamento da PM, os dois tentaram fugir, mas foram fechados próximo da rotatória.

Rangel dirigia o carro com o maçarico no porta-malas. Fotos: BRPM e Alexandre Carvalho

Rangel dirigia o carro com o maçarico no porta-malas. Fotos: BRPM e Alexandre Carvalho

Depois de encontrar um revólver calibre 38 com um dos suspeitos, os policiais começaram a revistar o carro e descobriram que no porta-malas havia um maçarico de gás.  Foram presos Raylan de Paula Rodrigues, de 23 anos, e Rangel Abreu Amoras, de 42 anos, que dirigia o carro.

Na delegacia, eles negaram que fossem usar o maçarico em algum crime, mas nenhum dos dois é soldador ou trabalha com esse tipo de equipamento. Raylan saiu há apenas quatro meses do Iapen depois de cumprir uma temporada por tráfico de drogas. O irmão dele também cumpre pena por homicídio.

Raylan saiu há apenas 4 meses do Iapen

Raylan saiu há apenas 4 meses do Iapen

“Eles foram buscar esse material no Bairro Zerão para guardar na casa do Raylan. Não disseram para que usariam, mas com todo esse histórico e o fato de que nenhum dos dois trabalha com maçarico levanta a suspeita de que poderiam utilizar para arrombar residência ou caixas eletrônicos. Não podemos afirmar, mas é uma suspeita”, explicou o comandante em exercício do BRPM, capitão Daniel dos Santos.

Os dois foram autuados em flagrante por posse ilegal de arma de fogo.

 

 

Compartilhamentos