Compartilhamentos

A Câmara de Vereadores de Macapá aprovou na tarde desta quinta-feira, 23, em sessão extraordinária, autorização para que a prefeitura de Macapá contraia um empréstimo de R$ 131 milhões com a Caixa Econômica Federal. Os recursos serão utilizados em obras de pavimentação da capital.

Lucas Barreto, da Comissão de Transportes da Câmara: celeridade

Lucas Barreto, da Comissão de Transportes da Câmara: celeridade

O processo que culminou com o empréstimo começou com uma articulação do governo do Estado na gestão passada, mas empacou quando o Executivo esgotou sua capacidade de endividamento. A prefeitura assumiu o interesse pelo financiamento, e depois de provar que tinha capacidade de absorver a dívida para investir em urbanização, ainda precisou de articulação política da bancada, onde atuaram os senadores Davi Alcolumbre (DEM) e Randolfe Rodrigues (Psol).

“O ministro das Cidades, Gilberto Kassab, presidente nacional do PSD, deu todo o apoio para que a prefeitura pudesse conseguir concluir o processo e ter o recurso liberado”, explicou o vereador Lucas Barreto (PSD), membro da Comissão de Transporte e Mobilidade da CMM.

Pagamentos atrasados, cobranças políticas e bate-boca esquenta sessão na Câmara de Vereadores

Lei autorizativa foi enviada pelo Executivo

A prefeitura ainda teve que cumprir metas fiscais como adimplência com a Previdência e estar abaixo do limite da Lei de Responsabilidade fiscal.

O projeto foi aprovado por unanimidade na Câmara. Agora a prefeitura tem até o dia 30 de maio para começar a apresentar os projetos de urbanização, que pelas novas regras do PAC precisam incluir asfaltamento, drenagem e calçamento.

“Temos 800 quilômetros de ruas, e só 400 quilômetros de asfalto. Temos que ter celeridade, porque só é possível trabalhar no verão”, frisou Lucas.

Compartilhamentos