Compartilhamentos

O município de Santana tem vários pontos de usuários de drogas e álcool. São pequenas “cracolândias” onde pessoas passam dias e noites entorpecidas. Algumas chegam a morar nesses lugares. Foi num desses pontos que moradores encontraram um homem assassinado a pauladas no fim da tarde da terça-feira, 21. A suspeita é de que ele tenha sido morto numa briga na hora de consumir a droga coletivamente.  Mas também existe a possibilidade de roubo. A moto de Jonas foi levada pelo assassino, de acordo com informação do 4º Batalhão.

 

A vítima foi identificada como Jonas Fortunato de Souza, de 35 anos, conhecido na comunidade como “Passarinho”. Policiais do 4º Batalhão da Polícia Militar chegaram ao local acionados por populares que disseram que teria havido um assassinato na cabine de locução do antigo estádio “Vilelão”, na Vila Maia.

Corpo estava ao lado de um colchão ensangentado. Foto: 4º BPM

Corpo estava ao lado de um colchão ensangentado. Foto: 4º BPM

Ao chegar ao local, os policiais encontraram o corpo de Jonas ao lado de um colchão com muito sangue espalhado no ambiente. A cabine virou uma espécie de albergue para usuários de crack. Há muitos colchões espalhados pelo chão, além de utensílios como pratos, colheres e panelas.

Testemunhas disseram para os policiais que um homem identificado por enquanto apenas como Genivaldo ou “Preto” teria sido o autor dos golpes que mataram Jonas. A Polícia Técnica foi acionada para fazer a remoção do cadáver, e até agora ninguém foi preso.

Moradores relataram existem muitos assaltos no local, todos praticados por usuários. O entorno do Vilelão é escuro e abandonado.

Compartilhamentos