Compartilhamentos

Para atender a determinação do desembargador Carlos Tork, do Tribunal de Justiça, a direção da LMS anunciou que vai contratar os vigilantes demitidos da Pointer, a empresa contratada pelo Governo do Estado no ano passado.

Os vigilantes estão sendo chamados pela LMS para comparecer na sede da empresa, no Bairro Santa Rita, nesta quinta-feira, 9, a partir das 8 horas da manhã. Eles precisarão estar munidos da carteira de trabalho com registro de baixa da empresa Pointer e homologação da rescisão pelo sindicato da categoria ou Ministério do Trabalho.

Uma decisão proferida pelo desembargador na terça-feira, 7, proibiu que o estado use força policial para retirar os vigilantes da Pointer dos postos de trabalho. A contratação de cerca de 400 vigilantes da empresa também é uma reivindicação do Sindicato dos Vigilantes do Amapá depois que a LMS foi chamada para assinar contrato emergencial de 6 meses.

A LMS venceu a licitação no ano passado, e aguarda a fase final de recursos. 

Compartilhamentos