Compartilhamentos

Um homem de 20 anos foi executado a tiros no início da madrugada desta quarta-feira, 8, no Bairro Jardim Felicidade I, Zona Norte de Macapá. Segundo parentes e vizinhos, o assassinato pode ter ocorrido por engano.

De acordo com testemunhas, pelo menos 7 homens invadiram a casa na Passarela João Paulo Souza, à procura de um homem conhecido como “Beiçudo”. Moradores da casa foram torturados para confessar, incluindo a vítima Marcos Baia da Cruz. “Eles achavam que o Marquinho era o Beiçudo, mas não era”, informou um vizinho à nossa reportagem.

Beiçudo é acusado do assassinato de um homem na madrugada da última segunda-feira, 6, em uma festa na Vila do Curiaú. Marquinho apanhou muito antes de morrer com pelo menos cinco tiros.

Depois que os homens fugiram, moradores ouviram um novo tiroteio. Vizinhos teriam perseguido armados os executores e houve confronto, só que  ninguém foi capturado ou ferido. O local é conhecido pelo 2º Batalhão da Polícia Militar pelos vários pontos de venda de drogas.

Apesar de ter uma passagem pelo Iapen por tráfico, alguns moradores disseram que Marquinho era trabalhador e só foi preso porque assumiu o crime para livrar uma namorada que comercializava entorpecentes. Até o início da manhã ninguém havia sido preso.

Reportagem e foto: Jair Zemberg

Compartilhamentos