Compartilhe

Humberto Baía, de Oiapoque – A Polícia Civil de Oiapoque acredita ter resolvido o mistério sobre o assassinato da microempresária Maria de Lourdes, a “Lurdinha”, cabeleireira conhecida no município, e que foi encontrada morta na quarta-feira, 27. Um menor foi apreendido como autor do assassinato, e teria feito um pacto de morte com amigos.

Lurdinha teria sido assassinada pelo namorado

Lurdinha teria sido assassinada pelo namorado

O ponto de partida para a investigação foi o testemunho de pessoas que viram um adolescente saindo da casa dela por volta das 2 horas da madrugada de quarta-feira. O adolescente tem 17 anos.

Segundo a polícia, ele mantinha um relacionamento amoroso com a cabeleireira de 57 anos. Durante depoimento ao delegado Charles Corrêa, titular da delegacia de Oiapoque, o menor confirmou apenas ter mantido relações sexuais com a vítima na madrugada da morte.

“Ele disse que por volta da 22h30min saiu da casa da vítima e a partir de meia-noite se recolheu na casa de sua mãe. Mas testemunhas afirmam que ele estava na frente da casa da vítima às 2 horas da madrugada. Essa foi apenas uma das contradições. Ouvimos 20 depoimentos sobre o caso”, explicou o delegado.

Um celular Samsung Galaxy 5 de propriedade da vítima, foi encontrado na casa da namorada do acusado. Segundo o delegado, o acusado fez uma viagem recente para Macapá onde fez um pacto com outros três amigos dentro de um cemitério. Na ocasião, cada um teria se comprometido em matar uma pessoa.

Delegado Charles Correa: pacto de morte

Delegado Charles Corrêa: pacto de morte. Fotos: Humberto Baía

A mãe do acusado confirmou em depoimento que estava com medo do filho, porque ele vinha tendo alucinações durante o sono.

Lurdinha foi encontrada morta pelas funcionárias do salão que ela abriu há alguns anos, e que era muito frequentado na cidade. A vítima estava na cama, de bruços, sem roupas, e com sinais de violência sexual. A perícia acredita que ela foi morta com um golpe de martelo na cabeça e que um travesseiro foi usado para abafar o som.

Há uma semana a vítima já havia feito um boletim de ocorrência do furto de um notebook e de algumas joias de sua residência. O menor ainda não admitiu o crime, mas está apreendido no Ciosp de Oiapoque. 

Compartilhe