Compartilhamentos

O festival de quadrilhas juninas deste ano será disputado no Sambódromo, marcando o fim de um período de quatro anos em que foi realizado no entorno da Fortaleza de São José. No ano passado a festa foi parar na Justiça num processo que corre até hoje porque o anfiteatro da Fortaleza também faz parte do monumento tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). A ação está sendo movida pelo Ministério Público Federal.

O Festival Estadual e Intermunicipal de Folguedos será realizado entre os dias 17 e 30 de junho e volta a ser coordenada pela Federação das Entidades Folclóricas do Amapá (Fefap). A entidade também irá administrar R$ 1 milhão repassado pelo governo do Estado.

Organizadores do festival com secretário de Cultura Disney Santos. Foto: Mariléia Maciel

Organizadores do festival com secretário de Cultura Disney Santos. Foto: Mariléia Maciel

Nos dois últimos anos os repasses eram de R$ 2 milhões, mas grande parte era usada na montagem de estrutura na beira-rio. Com a transferência para o sambódromo, que já tem estrutura pronta, foi possível otimizar os recursos.

O auxílio para os grupos era menor, mas este ano vão subir de R$ 2 mil e R$ 5 mil para R$ 6 mil para todas as agremiações. Além disso, 5 prefeituras que irão realizar eventos vão dividir R$ 200 mil. O restante, segundo a federação, será utilizado para melhorar a estrutura do sambódromo e premiação dos vencedores, pagamento de pessoal e jurados.

 “O valor do repasse reduziu, e nós priorizamos os grupos como era até 2010, e aproveitamos a área do Sambódromo que tem a estrutura pronta  e não precisa de grandes investimentos nessa área. Estamos de acordo com o IPHAN e o Ministério Público Federal (MPF), que fiscalizam o uso adequado da área de entorno da Fortaleza, e vamos garantir mais segurança para os brincantes e público, porque no sambódromo é mais fácil administrar a entrada de pessoas. Sem contar que os grupos terão abrigo em caso de chuva e ficarão longe da lama”, avalia a presidente da Fefap, , Daiana Ronieli.

A Cidade Junina no Sambódromo terá Feira do Artesanato, Praça de Alimentação, Point do Servidor, Salão Casa de Reboco e parque.

Compartilhamentos