Compartilhamentos

Um bandido de 17 anos morreu nesta segunda-feira, 18, numa operação do Batalhão de Operações Especiais (Bope) em uma área de ponte localizada no Bairro Jesus de Nazaré. Mateus Ramos, o “Mateusinho”, estava foragido do Cesein há dois dias. Ele era acusado de matar no dia 17 de fevereiro, o enfermeiro Rubens Monteiro Valente, que sacava dinheiro no caixa eletrônico em frente à Casa do Artesão.

Mateusinho ainda foi levado para o HE mas não resistiu

Mateusinho ainda foi levado para o HE mas não resistiu

“O oficial que atendeu a ocorrência informou que a localização do menor foi passada através de uma denúncia anônima e a equipe de deslocou para a área. Quando o mesmo viu a nossa viatura começou a efetuar disparos contra a equipe, que revidou. Mateusinho foi atingido no peito”, relatou o comandante do Bope, tenente-coronel Jackson Rodrigues.

No Facebook Mateusinho exibia sua tatuagem

No Facebook Mateusinho exibia sua tatuagem

O menor tinha a tatuagem de um palhaço no peito e fazia questão de mostrar isso nas redes sociais. Segundo a Polícia Militar, em algumas regiões do Brasil essa tatuagem significa que o bandido é matador de policiais, o que não é o caso de Mateusinho. Ele também era conhecido pela prática de arrastões.

“Inclusive, foi em um arrastão que ele fez uma vítima, o enfermeiro morto no dia da Banda. Também constava contra ele várias acusações de tráfico de drogas. Inclusive a troca de tiros com o Bope aconteceu em uma área conhecida pela PM como área da pedra por conta do alto consumo de crack”, lembrou o comandante.

 

Compartilhamentos