Compartilhamentos

“Eu estou no oitavo financiamento. Acho muito bom porque movimento a minha lojinha de roupas”, declarou a microempreendedora Maria Delma, de 52 anos. Ela é uma das 1.416 pessoas que tomaram financiamento na Agência de Fomento do Amapá (Afap) em 2014. O órgão, que retomou linhas de crédito para servidores públicos, estima que a procura seja maior este ano.

Segundo a Afap, no ano passado foram utilizados R$ 4 milhões em linhas de crédito para o setor de construção por meio do programa Afap Construir e mais de R$ 722 mil para o crédito Sering, que visa aquisição de equipamentos e itens da tecnologia da informação e software, para atender as necessidades de pesquisa, comunicação, desenvolvimento pessoal e profissional do funcionário público.

Equipamentos de informática podem ser financiados

Equipamentos de informática podem ser financiados

“Mesmo com o aumento da taxa de juros nossas linhas de crédito têm boa aceitação. Acreditamos que a demanda será maior este ano e isso deve fomentar o setor de construção civil e informática”, destacou o gerente de crédito da Afap, Martinho Felizardo.

A Afap oferece linhas de créditos exclusivamente para funcionários públicos do quadro efetivo do governo do Estado, Tribunal de Justiça e Ministério Público Estadual. Além de pagar uma taxa de juros mais baixa que em outras instituições bancárias, o cliente da Afap também adquire o produto pelo preço da compra à vista.

Para obter financiamento o servidor faz o orçamento em um estabelecimento credenciado. Em seguida o apresenta na Afap para receber uma carta de crédito, depois tem até o prazo de 48 horas para receber o dinheiro.

As linhas têm limite de até R$ 20 mil e prazo de até 36 meses. Os servidores do quadro efetivo do Estado tem descontos em folha de pagamento, mediante autorização do servidor e anuência da Administração Pública por meio do sistema .

 

Compartilhamentos