Compartilhamentos

Na manhã desta terça-feira, 19, a Polícia Federal deflagrou em Macapá e Santana a “Operação Cartucheira”. O objetivo é de combater o tráfico internacional e comércio ilegal de armas de fogo, acessórios e munições, provenientes da Guiana Francesa. A operação teve o apoio da Polícia Militar. De acordo com a PF, policiais seriam o alvo das investigações. Duas pessoas foram presas em flagrante.

Participaram da operação cerca de 50 policiais federais. Foram cumpridos sete mandados de prisão preventiva, 13 mandados de busca e apreensão e quatro mandados de condução coercitiva nos municípios de Macapá e Santana.

De acordo com a Polícia Federal, a investigação começou em março do ano passado. Duas pessoas foram presas em flagrante e mais de 20 armas, diversas munições, lunetas e silenciadores foram apreendidos. 

Os investigados, segundo a PF, são integrantes de diversos órgãos da Segurança Pública. Eles responderão pelos crimes de tráfico internacional, comércio ilegal de armas de fogo, acessórios e munições, além de associação criminosa.

Se forem condenados as penas dos crimes podem chegar a 20 anos de prisão. Foto de capa tirada em operação realizada em fevereiro deste ano em Santana.

Compartilhamentos