Compartilhamentos

Foi liberado no fim da tarde de domingo, 03, o tráfego de veículos na BR-156 no trecho que fica a 90 quilômetros de Oiapoque, próximo a localidade de Cassiporé, interrompido desde a madrugada de sábado, 2, em razão de uma erosão causada pelas fortes chuvas que abriu um buraco de cinco metros na estrada impedindo o trânsito no local.

Os reparos emergenciais, que tinham a previsão de conclusão de cinco dias, foram realizados em menos de dois dias. As comunidades afetadas com o tráfego interrompido não sofreram com o desabastecimento de alimentação, energia ou combustível.

“Tivemos que montar uma força tarefa para que o serviço fosse realizado de forma cautelosa e rápida”, explicou o governador Waldez Góes, que esteve no local para acompanhar o trabalho. “Todos nós precisamos do pleno funcionamento da estrada, porém há pessoas que dependem desse trecho para realizar suas tarefas diárias e suprir suas necessidades mais básicas como alimentação”, explicou o governador.

Uma ponte paralela ao local está sendo construída para evitar transtornos futuros no trecho. A previsão, segundo o chefe de Gabinete do Setrap, Benedito Sousa, é que em dez dias ela já esteja liberada para tráfego. “O trabalho é intenso. O tráfego de veículos está normal, vamos continuar monitorando, e nos próximos dez dias construiremos uma ponte para amenizar os transtornos”, informou Benedito.

O Governo do Amapá mobilizou a empresa responsável pela manutenção da BR-156, a Polícia Rodoviária Federal, o DNIT, o Exército Brasileiro com o intuito de sensibilizá-los para prestarem todo o suporte necessário e garantir a segurança da população que viaja naquele trecho.

Também participaram da ação os órgãos de segurança pública e de Defesa Civil, as Secretarias de Estado de Transportes (Setrap) e de Inclusão e Mobilização Social (SIMS), além da Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA).

Foto: Agência Amapá

 

Compartilhamentos