Compartilhamentos

Uma operação do Batalhão de Operações Especiais (Bope) na Zona Sul de Macapá terminou com um bandido morto e outro preso no sábado, 23. Ambos eram procurados pela Justiça. O que morreu chegou a atirar duas vezes contra a equipe do batalhão depois de ter sido reconhecido pelos policiais em patrulhamento e fugido por uma grande área de pontes.

O Bope tinha recebido ordens do comando da PM para intensificar o patrulhamento na Zona Sul de Macapá, especialmente nos bairros Zerão e no Universidade.

Josielson Souza dos Santos, de 21 anos, o “Bebê”, que já tinha sido preso por assalto na capital e estava foragido, caminhava próximo da casa dele numa área de pontes do Bairro Universidade quando foi reconhecido pela equipe.

Arma apreendido com "Bebê". Foto: Dicom/Bope

Arma apreendido com “Bebê”. Foto: Dicom/Bope

De acordo com o Bope, ele imediatamente sacou um revólver e atirou contra a equipe que conseguiu se proteger. O criminoso correu em direção às pontes e desapareceu, mas não por muito tempo.

Moradores ajudaram o Bope indicando por onde o bandido havia passado. E não demorou para que os policiais descobrissem onde ele estava escondido.

"Bebê" já tinha sido preso por roubo. Foto: Iapen

“Bebê” já tinha sido preso por roubo. Foto: Iapen

Bebê estava dentro de uma casa, e, segundo o Bope, atirou de novo de dentro do imóvel contra os policiais que revidaram e acertaram pelo menos 4 tiros no criminoso. Ele ainda foi levado para o Hospital de Emergência onde morreu durante o atendimento.

Mais cedo, no Bairro do Muca, o Bope tinha encontrado outro criminoso foragido. Wellison Furtado Vieira, o “Madruga”, foi preso durante uma abordagem. Ele não reagiu. Madrugada era procurado desde 2013 por homicídio qualificado. 

Compartilhamentos